Como seria o mundo se a computação em nuvem nunca tivesse sido inventada? Você já parou para pensar nisso? A verdade é que às vezes não damos o devido valor à tecnologia, mas com certeza nossas vidas seriam muito diferentes se ela não existisse. Que tal repensar sobre algumas empresas e serviços que se tornaram dependentes da computação em nuvem ​que talvez você nem tenha pensado.

A primeira delas é a Netflix​! Sim, é verdade que a Netflix começou com foco no envio de DVDs para aluguel por correio e ainda atua no ramo. Mas desde 2007, cerca de dez anos após a sua fundação, ela trabalha utilizando também a computação em nuvem, o que mudou totalmente a história da empresa e as nossas também. Já parou para pensar se você tivesse que alugar todos as temporadas de todas as séries que já assistiu na vida?

Já quando o assunto é música, o Spotify foi o responsável pela mudança de hábitos da população. Com 60 milhões de assinantes (15 milhões dos quais são assinantes pagos), o Spotify acumulou uma impressionante coleção de música, permitindo que os membros compartilhem listas de reprodução e gostos musicais. O Spotify é com certeza um dos melhores exemplos de empresas que usaram a nuvem para alcançar níveis de sucesso e expansão sem precedentes.

A computação em nuvem ainda nos proporcionou fazer transações online ​de forma atraente e segura. Um grande exemplo disso é o Paypal. Sem a nuvem, as compras on-line seriam mais difíceis e muito menos aceitáveis.