As práticas de Big Data ainda são pouco conhecidas por muitas empresas. De acordo com um estudo realizado pela The Economist Intelligence Unit, 65% dos CEOs afirmam que suas companhias só estão aptas a interpretar uma pequena parte das informações a que tem acesso. A verdade é que a maioria dos empresários e gestores não têm conhecimento de como o Big Data pode impulsionar as vendas e que essas soluções podem ser implementadas por um excelente custo benefício.  Com o avanços da computação em nuvem e a disseminação de novas formas de utilizar essas soluções, as práticas de Big Data não precisam ser privilégio de poucas corporações.

A empresa que decide investir na análise de dados passa a entender melhor como melhorar seus produtos e também a criar estratégias de venda e captação de clientes de forma mais inteligente. O Big Data ainda permite que um mapeamento de hábitos de consumo possa ser feito.  Compreendendo isso, despesas com questões que não agregam ao cliente ou à empresa podem ser deixadas de lado, reduzindo custos, evitando desperdícios e consequentemente aumentando a produtividade e os ganhos.

Com todos esses benefícios proporcionados pela análise de dados, a empresa pode alavancar as vendas e inclusive ultrapassar concorrentes. No entanto, é importante ressaltar que a análise de dados precisa ser feita por uma equipe especializada e que trace técnicas de análise bem definidas para encontrar as respostas que o seu negócio precisa. Caso isso não seja bem feito não será possível gerar respostas que vão beneficiar suas vendas.